Um livro escrito por quem não sabe escrever

Dar voz para aqueles que nunca são ouvidos, visibilidade para aqueles que aparentemente são invisíveis e, inclusive, escrever por aqueles que têm muito para contar, mas que não aprenderam a registrar com palavras. O universo da propaganda tem cada vez mais utilizado os seus recursos criativos para melhorar de alguma maneira a vida das pessoas, nem que esteja por meio de histórias incríveis.

Quer um exemplo? Com uma ideia inovadora e uma impressora multifuncional HP, o projeto ‘Magic Words’ criado pela agência AlmapBBDO percorreu o país inteiro ouvindo histórias contadas por pessoas que jamais sonhariam em ver suas memórias registradas.  A ideia veio de um número alarmante: no Brasil ainda existem mais de 13 milhões de analfabetos.

Essas narrativas foram impressas por comando de voz e em tempo real e, como mágica, tornaram-se um livro. Magic Words reúne 30 relatos de diferentes autores de todo o Brasil e compila registros fotográficos impressionantes resultantes do olhar atento de Gabriel Bianchini e José Cabaço, embaixador do Instagram. O jornalista Gilberto Dimenstein assina o prefácio da obra.

hp_magic_words_04

Do sertão à cidade grande, foram registradas histórias que fazem a cultura de um povo e que agora poderão circular de geração em geração. De uma ilha perdida no Atlântico próxima à Bahia, passando pela floresta Amazônica até chegar às grandes cidades como São Paulo, a HP foi atrás dessas pessoas e seus universos. Em comum, todos têm memórias e ideias que temiam serem esquecidas. Agora, não mais.

Unindo a tecnologia da impressora ao sistema do Google Speech foi desenvolvida uma ferramenta capaz de imprimir instantaneamente acompanhando a fala dos usuários. Magic Words está acessível para todos: quem quiser utilizar a ferramenta, basta entrar no site do projeto ou baixar o aplicativo Magic Words, disponível para Android e IOS.

Por meio da iniciativa foi possível imprimir 4.500 páginas, que foram encadernadas artesanalmente e tornadas livros. As edições vão presentear os novos autores, bibliotecas e os centros culturais de suas cidades e de seus vilarejos.

O projeto também foi retratado no documentário “Magic Words”, que capta a emoção dos personagens-autores em seus contextos reais. O filme pode ser assistido no site do projeto (hpmagicwords.com.br) e nas redes sociais (@hpmagicwords). O perfil do projeto no Instagram traz imagens inéditas feitas pelo fotógrafo José Cabaço, embaixador do Instagram, e testemunha de todos os relatos.

hp_magic_words_02

Deixe um comentário. (Os comentários não representam a opinião da Revista Olhar São Paulo. A responsabilidade é do autor da mensagem)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: